Em sessão realizada na última terça-feira, 23, a 2ª Comissão Disciplinar do STJD julgou o Fortaleza, dirigentes e funcionários do clube tricolor por infração ao Art. 191, III do CBJD, durante a partida contra o Grêmio, em 9 de janeiro, pela Série A do Brasileiro.

O Fortaleza acabou multado em R$ 2 mil, enquanto o diretor de futebol, Daniel de Paula Pessoa, o gerente de futebol, Sérgio Papelin, o chefe da segurança, Wellyson Maciel, e o cinegrafista Bruno Oliveira foram suspensos por 15 dias.

A decisão já foi publicada e o clube tem sete dias para pagar a obrigação pecuniária. A defesa do clube, dos dirigentes e dos funcionários foi feita pelo advogado Osvaldo Sestário Filho.

O motivo do julgamento e consequentemente da condenação foi devido ao relato do árbitro da partida, Jefferson Ferreira de Moraes, que escreveu na súmula:

Informo que aos 19 e 37 minutos do 2º tempo identificamos um grupo de pessoas na arquibancada reclamando acintosamente e persistentemente contra as decisões da arbitragem, conduta essa que atrapalhava o bom andamento da partida, identificamos os senhores: Francisco Wellyson Galdino Maciel (chefe de segurança do Fortaleza ec), Daniel Rangel de Paula Pessoa (diretor de futebol do Fortaleza ec), Bruno Oliveira (cinegrafista do Fortaleza ec) e Sérgio Roberto Mendonça Machado (gerente de futebol do Fortaleza ec). Foi solicitado ao policiamento do estádio que se deslocasse ao local para conter as reclamações, porém sem sucesso. Informo ainda que a identificação se deu com auxílio do coordenador da CBF sr. Delciraldo da Silva Araújo.

Dessa forma, na partida deste sábado, pela Copa do Nordeste, contra o 4 de Julho/PI, em Teresina, nenhum dos dirigentes e funcionários citados poderão integrar à delegação tricolor.

Vale lembrar que Daniel de Paula Pessoa não é mais diretor de futebol, mas segue no clube como assessor da presidência e compareceu aos últimos jogos do Fortaleza pelo torneio regional.

Para conferir a decisão do STJD, é só clicar aqui.

📸 Lance da partida entre Fortaleza e Grêmio, no Castelão, em 9 de janeiro – Lucas Uebel/Grêmio FBPA

*ATUALIZAÇÃO: O departamento jurídico do Fortaleza conseguiu efeito suspensivo. Assim, os integrantes do clube poderão integrar a delegação do time para o duelo deste sábado contra o 4 de julho, em Teresina.