No mundo do futebol, as entrevistas coletivas geralmente são cheias de clichês. Em tempos de pandemia, onde as perguntas nem sequer ao vivo são feitas, aí é que a situação tende a piorar.

Mas nesta terça-feira, 30, o executivo de futebol do Fortaleza, Sérgio Papelin, fugiu um pouco dessa liturgia e respondeu de forma incisiva vários questionamentos dos repórteres.

O dirigente falou que a prioridade do clube é um camisa 9, um jogador de referência, descartou o zagueiro Benevenuto, do Botafogo, explicou que a negociação do atacante Romarinho está travada e ainda usou vários argumentos para ratificar a permanência do treinador Enderson Moreira no comando da equipe. De quebra, ainda pediu aos torcedores paciência e para “desarmarem os espíritos”.

Confira a entrevista na íntegra.