Fora de Casa

Dos 6 times do Campeonato Cearense, que não são da Capital, 3 jogam em seus respectivos municípios: Crato, Iguatu e Pacajus. Os outros 3 atuam longe de casa. O líder Caucaia manda os duelos no Ronaldão, em Pacajus. O vice-líder Maracanã adotou o Domingão, em Horizonte, enquanto o Icasa está atuando no Inaldão, em Barbalha. Vale lembrar que os times da Capital, Ferroviário e Atlético, também estão fora dos domínios. A Águia joga no Domingão, assim como o Peixe, mas a partir da 5ª Rodada voltará para o Elzir Cabral.

Fora de Casa II

O reflexo dessa ausência do time na própria cidade chega ao borderô. O Crato quando jogou no Inaldão, o público pagante foi de pouco mais de 100 torcedores, quando atuou no Mirandão saltou para quase 500 pessoas. O Iguatu, no Morenão, levou 1 mil fãs nos dois jogos. Enquanto, o Caucaia, no Ronaldão, não conseguiu 300 torcedores nos dois duelos longe do Raimundão. E os valores dos ingressos variam de R$ 10 a R$ 40, dependendo do local no estádio e da praça esportiva.

Olho Vivo

Depois de fazer enorme investimento, o Icasa amarga a lanterna do Campeonato Cearense. Em 3 rodadas, o Verdão do Cariri não venceu nenhuma partida e soma apenas 1 ponto, no empate por 0x0, fora de casa, contra o Atlético. Para completar, não fez nenhum gol até aqui, é o pior ataque do Estadual. Nessa terça-feira, uma nova oportunidade para o técnico Sidney Moraes e jogadores. O time recebe o Pacajus, no Inaldão.

Corneta Alta

Nas redes sociais, o descontamento da torcida do Icasa é enorme. No perfil do clube, no Instagram, os comentários são fortes com cobranças e exigindo uma reação rápida.

Índio Guerreiro

Por falar em Pacajus, o time é uma das boas surpresas neste início de Campeonato Cearense. Comandados pelo técnico Michel Guerreiro, a equipe vem de duas boas vitórias, ambas por 1×0, contra Iguatu, em casa, e no sábado passado, diante do Crato, em pleno Mirandão. O Índio do Vale do Caju já está em 3º lugar e entre os destaques está o atacante Edson Reis, um dos artilheiros da competição com 2 gols.

Imparável

Quem não para de brilhar é o Maracanã, vice-líder do Estadual, com 7 pontos, mesma pontuação do líder Caucaia. Invicto, com 2 vitórias e 1 empate, a equipe comandada pelo técnico Júnior Cearense mostrou muita coragem e determinação para vencer o Iguatu, no Morenão, no finalzinho da partida por 2×1. Com o experiente zagueiro Ciro Sena, o Maraca só comprova o ótimo trabalho de todos no clube. Em 2020, campeão da Série C, em 2021 campeão da Série B e em 2022 parece buscar seu lugar de destaque na elite cearense.

Absurdo Injustificável

O que aconteceu com a delegação do Maracanã, após o jogo em Iguatu foi criminoso. Em vídeo divulgado nas redes sociais do clube, os jogadores registraram o momento em que sofreram uma emboscada, após a partida quando se encaminhavam para dentro do ônibus. Os relatos foram de pedras arremessadas por bandidos travestidos de torcedor. Que as autoridades possam tomar providências, encontrar e punir os culpados. O Maracanã e o futebol cearense não merecem e não suportam mais esse tipo de violência.

Raposa Certeira

Melhor ataque, invicto, segunda melhor defesa, um dos artilheiros do campeonato e um treinador vencedor, não é à toa que o Caucaia lidera o Estadual. A raposa, que sofreu ano passado na Série D do Brasileiro e por pouco não abandona o Nacional por falta de recursos, voltou a ser comandada pelos dirigentes da cidade e está fazendo bonito no Campeonato Cearense. Com o técnico Roberto Carlos e alguns destaques locais, o time vai em busca de retomar o espaço ganho em 2019 e 2020, quando ganhou a Taça Fares Lopes e disputou a Copa do Brasil.

📸Divulgação/Prefeitura de Horizonte
📸Instagram/MaracanãEC
🎥Instagram/MaracanãEC

Coluna Força do Interior Nº 1