Foto: Mateus Lotif/Fortaleza EC

Está marcado para o próximo dia 13, quarta-feira, mesmo dia do 2º Clássico-Rei pelas Oitavas de Final da Copa do Brasil, o julgamento da 3ª Comissão Disciplinar do STJD em que o Fortaleza vai responder pelas infrações cometidas na partida contra o Ceará, no último dia 1º de junho pelo Brasileirão.

O clube tricolor, que perdeu por 1×0 para a equipe alvinegra, na Arena Castelão, está incurso em 3 artigos do CBJD: 184, 191 (parágrafos I e III) e 213 (parágrafos I e III). Confira abaixo o que significam e as possíveis punições:

Artigo 184: Quando o agente mediante mais de uma ação ou omissão, pratica duas ou mais infrações, aplicam-se cumulativamente as penas

Artigo 191: I — de obrigação legal; III — de regulamento, geral ou especial, de competição.
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a 100.000,00 (cem mil reais), com fixação de prazo para cumprimento da obrigação.
§ 1º É facultado ao órgão judicante substituir a pena de multa pela de advertência se a infração for de pequena gravidade. § 2º Se a infração for cometida por pessoa jurídica, além da pena a ser-lhe aplicada, as pessoas naturais responsáveis pela infração ficarão sujeitas a suspensão automática enquanto perdurar o descumprimento.

Artigo 213: – Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir. I — desordens em sua praça de desporto; III — lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo.
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).
§ 1º Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas, provas ou equivalentes, quando participante da competição oficial.

.

Vale lembrar que naquele Clássico-Rei, a partida foi paralisada 2 vezes, devido a sinalizadores acesos pela torcida do Fortaleza. O árbitro da partida, Bráulio Machado (Fifa/SC), relatou na súmula e ainda informou que um torcedor arremessou uma garrafa com água em sua direção.

Além de uma possível punição, caso seja condenado, o Fortaleza ainda terá 1 atleta e 1 membro da comissão técnica julgados pela comissão. O volante Felipe está incurso em 3 artigos (254, 258 e 184), podendo pegar até 12 partidas de suspensão, enquanto o auxiliar de Vojvoda, Gaston Ricardo, foi denunciado em 1 artigo (258) e pode ser suspenso por até 6 jogos.