Fotos: Ascom/Ceará SC

Contratados nesta temporada para ajudarem o Ceará a resolver o problema do setor ofensivo alvinegro, os atacantes Dentinho e Matheus Peixoto não estão garantidos a permanecer em Porangabuçu até o término de seus respectivos vínculos.

Ambos foram anunciados em março e ambos têm contrato até o final deste ano. O Blog ligou para o Presidente do Ceará, Robinson de Castro, para saber sobre a situação dos 2 atletas e se poderiam deixar o clube. O mandatário alvinegro foi lacônico. “Até o momento, não”.

Insisti na pergunta se eles, então, poderiam sair antes do término do Brasileirão, aí o presidente do Vovô deixou no ar: “Não sei. Isso, eu não sei”.

Dentinho, desde que chegou, só atuou em 9 partidas não fez nenhum gol e não deu nenhuma assistência, a última vez que jogou foi nos últimos 10 minutos da vitória por 2×1 contra o Santos. Ele não vai sequer no banco de reservas há 4 rodadas.

Já Matheus Peixoto que foi contratado machucado, depois se lesionou e demorou bastante para estrear, participou de 16 jogos, deu 1 assistência, mas não marcou nenhum gol. Está no DM há mais de 1 mês se recuperando de uma entorse no tornozelo direito. A última vez que foi relacionado aconteceu no empate contra o Flamengo, por 1×1, no Maracanã em 04 de setembro (estreia de Lucho no comando). E a última vez em que atuou foi no 0x0 diante do Athletico, no Castelão, em 27 de agosto.

O elenco do Ceará treina na manhã desta segunda-feira, no CT da Serrinha, em Goiânia, e no período da tarde viaja a Porto Alegre, onde na quarta-feira enfrenta o Internacional. O time alvinegro está em 16º lugar com 34 pontos, não vence há 7 rodadas e está a apenas 1 ponto acima do Z4.

Faltam apenas 5 rodadas para o término do Brasileirão. O Ceará, depois do Internacional, enfrentará o Fluminense (em casa), Corinthians (fora), Avaí (fora) e Juventude (casa).