Gabi celebra gol no amistoso contra o Chile. Fotos: Thaís Magalhães/CBF

Coluna “Joguem com Elas”
“Essa Copa do Mundo representa muita coisa, estou com a expectativa muito alta e muito feliz mesmo. Não tenho nem palavras, estar vivenciando isso com as meninas, dividindo essa experiência com elas e estar todo o dia treinando é uma responsabilidade boa. Isso me deixa tão feliz de representar a minha família e amigas que também sonhavam em estar aqui, e sonham conosco nessa estrela, então, estou muito feliz e tento aproveitar cada dia, detalhe e oportunidade”.

A declaração acima é de uma verdadeira guerreira. A atacante Gabi Nunes passou por muitas provações e precisou de muita determinação, força de vontade, paciência e dedicação para superar 3 lesões graves no joelho, nos últimos 3 anos, e mesmo assim não desistir.

Hoje, com 26 anos, a camisa 23 da Seleção Brasileira ficou 4 anos sem ser convocada. Em 2021, a técnica Pia Sundhage a chamou para os amistosos contra Espanha e Hungria. Mesmo assim, não foi nada fácil. No ano seguinte, sofreu uma lesão muscular, que a tirou da Copa América, vencida pelo Brasil.

Depois disso, já na Espanha, no Madrid CFF, foi atrás dos compatriotas Vini Jr e Rodrygo, que a ajudaram a se cuidar mais e a ter uma preparação mais forte para evitar lesões.

“Quando cheguei na Espanha tive mais uma proximidade ali do Vini e do Rodry, conheci eles, acompanhava pelo Instagram e também via um pouco eles fazendo, então isso me chamou bastante atenção, porque além deles treinar em alto nível no grande clube que eles estão, eles também treinavam a parte”, declarou Gabi à TV Globo.

Junto com a delegação brasileira na Austrália há uma semana nos preparativo para a Copa do Mundo, a atacante comentou também sobre a intensidade das atividades

“Já estamos vendo uma intensidade maior dos treinos em relação aos primeiros dias. Claro que no início tem que ter esse cuidado da viagem, mas agora a intensidade já está bem alta porque sabemos da importância de manter um nível alto, fisicamente também. Temos poucos dias pra treinar alguns detalhes para a estreia na Copa do Mundo. Então, agora é cada vez aumentando e pegando um pouquinho mais e estarmos preparadas”, disse ela, que no último amistoso diante do Chile, em Brasília, na vitória por 4 a 0, marcou um gol ao seu estilo, de cabeça, e já projeta bola na rede no Mundial.

“Se sair um golzinho aí a alegria transborda, mas eu estou preparada se for para entrar jogando, se não for, e entrar depois pra ajudar. Estou preparada para o que a Pia quiser fazer comigo dentro e fora de campo. Estou ali!”, concluiu.

Bragantinas Campeãs
O Bragantino conquistou o título da Série A2 do Campeonato Brasileiro Feminino após derrotar o Fluminense por 1 a 0, na noite desta segunda-feira (10) no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, no segundo jogo da decisão. Na primeira partida da final as Bragantinas triunfaram por 3 a 0 no Estádio Luso Brasileiro.

Tanto Bragantino como Fluminense já garantiram vaga na Série A1 do Brasileiro Feminino de 2024, junto com Botafogo e América/MG, que eliminou o Fortaleza nas quartas de final (as informações são da Agência Brasil).

Estadual Sub-17
Os clubes cearenses interessados em participar do Campeonato Cearense Sub-17 têm até amanhã, 12 de julho, para enviar a documentação e formalizar a inscrição para o e-mail competicao@futebolcearense.com.br. Vale lembrar que as agremiações não registradas na CBF/FCF, devem apresentar inicialmente, documentos (CNPJ, Estatuto Social e Ata da Última Eleção) devidamente registrados em cartório.