A cada dia que passa a dificuldade para o Campeonato Cearense voltar é maior. Não bastasse o Decreto de Lockdow, que proíbe o estadual, agora é a vez do Ministério Público informar que 13 estádios estão com laudos de Engenharia e de Prevenção e Combate a Incêndio a vencer.

São eles: Abilhão (Quixadá), Bandeirão (Limoeiro), Domingão (Horizonte), Elzir Cabral (Fortaleza), Geraldão (Brejo Santo), Inaldão (Barbalha), João Ronaldo (Pacajus), Jumelão (Crateús), Presidente Vargas (Fortaleza), Moraisão (Maranguape), Mouraozão (Nova Russas), Raimundo de Oliveira (Caucaia) e Romeirão (Juazeiro do Norte).

Dentre as praças esportivas com os Laudos de Engenharia vencidos estão Bandeirão (Limoeiro), Elzir Cabral (Fortaleza), Geraldão (Brejo Santo), Jumelão (Crateús), Presidente Vargas (Fortaleza), Moraisão (Maranguape), Morenão (Iguatu) e Romeirão (Juazeiro do Norte). 

O Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor) do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) deu até o dia 12 de abril para que os laudos sejam encaminhados ao MPCE pela Federação Cearense de Futebol (FCF), sob pena de não liberação das praças esportivas para a realização de jogos.

Por causa da pandemia, o MPCE não está exigindo os Laudos de Segurança e Vigilância Sanitária, devido à ausência de público nas praças esportivas.

Vale ressaltar que o Nudtor emitiu, no dia 24 de fevereiro de 2021, uma Recomendação para que a FCF apresentasse, em até 45 dias, os Laudos de Engenharia e de Prevenção e Combate a Incêndio de todos os estádios, onde os jogos de competições promovidas pela Federação estão sendo realizados. O prazo se encerra, justamente, no dia 12 de abril. 

📸Ascom/FAC