O Fortaleza segue no mercado em busca de reforços e continua a reformulação anunciada no final da temporada passada pelo Presidente Marcelo Paz.

Com a chegada do zagueiro Marcelo Benevenuto, o clube tricolor já soma 10 contratações para 2021. São eles: o lateral Daniel Guedes, os volantes Ederson, Matheus Jussa, Gustavo Blanco, os meias Yago Pikachu, Lucas Crispim e Isaque e os atacantes Robson e Wellington Nem.

Dessa dezena, 3 ainda não estrearam: o lateral-direito Daniel Guedes, o atacante Wellinton Nem e o novato zagueiro Marcelo Benevenuto. Apenas dois são titulares, ou estão sempre entre os que mais começam atuando: os volantes Ederson e Matheus Jussa.

Vale lembrar ainda que três jogadores voltaram de empréstimo e são reforços para o treinador Enderson Moreira: o meia Matheus Vargas e os atacantes Gustavo Coutinho e Tiago Orobó. Dos três, nenhum é titular e Orobó é o único que atuou apenas uma vez, ele passa por um tratamento para se recuperar de uma pubalgia.

Do elenco do ano passado para a badalada reformulação, Enderson perdeu dois titulares: o zagueiro Paulão e o volante Juninho. E está próximo de também dar adeus ao atacante Romarinho, que pode se transferir para o futebol japonês e nem sequer foi relacionado para o último jogo contra o 4 de de julho.

Há ainda o volante Felipe, titular absoluto em 2020, que não atuou em nenhuma partida nesta temporada. O jogador estava lesionado e tenta recuperar o melhor condicionamento físico para voltar.

Por outro lado, as contratações não devem parar. A diretoria do Fortaleza não esconde de que busca um centroavante e já acertou com o zagueiro Titi, que está na Turquia e deve chegar em breve para o clube. Com essas duas aquisições, serão 12 caras novas e 15 reforços no total.

Neste sábado, o Fortaleza faz o clássico tricolor contra o Bahia, pela Copa do Nordeste, e na próxima terça-feira, encara o Ypiranga/RS, em duelo decisivo pela 2ª Fase da Copa do Brasil. Ambos os jogos importantes e que podem, enfim, dar a cara que tanto Enderson Moreira busca.

📸 Leonardo Moreira/FEC