Pela primeira vez na temporada, o treinador do Fortaleza, Enderson Moreira, teve uma semana livre para treinar. Sem viagem, sem hotel e sem jogo. Para completar, ganhou mais um reforço, o zagueiro Marcelo Benevenuto (ex-Botafogo), anunciado como a 10ª contratação do clube para 2021.

Se não bastasse, ainda viu os jogadores, o executivo do clube, Sérgio Papelin, e o presidente Marcelo Paz irem a público, em entrevistas (ou vídeo gravado) defenderem o trabalho realizado, pedirem apoio e exaltarem a campanha do time até agora.

Para o roteiro ser ainda mais favorável, terá pela frente como adversário na Copa do Nordeste, neste sábado, às 16h, no Castelão, o principal algoz da reta final da temporada passada, o time do Bahia.

A goleada sofrida, no mesmo Castelão, por 4×0, para o tricolor baiano, à época concorrente direto na luta contra o rebaixamento, na penúltima rodada da Série A, quando o Fortaleza precisava de apenas uma vitória simples, marcou o trabalho do atual treinador leonino.

Desde então, as críticas dos torcedores foram duras e até com pedidos para que houvesse mudança no comando técnico. Enderson, contudo, tem a grande oportunidade, nesses três meses à frente do Fortaleza, de fazer valer o respaldo da diretoria e do elenco e, enfim, dar uma trégua na pressão da torcida.

Vencer um clássico do Nordeste, se manter na liderança da competição e ainda, de quebra, vingar a goleada sofrida recentemente darão créditos para o treinador tricolor seguir firme no Pici sem tanta turbulência.

📸 Marcello Zambrana/AGIF