Uma semana depois da fatídica eliminação para o Bahia na Copa do Nordeste, que culminou com a demissão do técnico Enderson Moreira, o Fortaleza volta ao mesmo local para uma nova chance de recomeçar a temporada 2021 em busca de um título.

Diante de um fragilizado e despedaçado Caucaia, que formou o elenco nesta semana, a equipe tricolor joga para espantar a crise e sonhar com o tricampeonato cearense. A partida, às 19h, no Castelão, é válida pela 2ª Rodada da 2ª Fase do Estadual.

O Fortaleza será comandado pelo auxiliar técnico fixo do clube, Léo Porto, que desde a última terça-feira, quando o elenco se reapresentou, comanda as atividades no Centro de Excelência Alcides Santos no Pici.

No elenco, apenas uma baixa, o zagueiro Jackson, que se recupera de uma lesão no joelho. No restante, até o atacante Wellington Nem, que desde a chegada ainda em março, não foi relacionado para nenhuma partida, pode aparecer no banco neste sábado.

Por outro lado, nas entrevistas coletivas concedidas pelos atletas durante a semana, todos falaram que aguardam pelo novo treinador com grande expectativa. Principalmente dois jogadores: os meias Lucas Crispim e Yago Pikachu.

Ambos foram contratados rodeados de anseio pelos torcedores. No entanto, ambos tiveram raríssimas chances na equipe titular. Pikachu, que salvou o Fortaleza na classificação para a 3ª Fase da Copa do Brasil com um gol de falta diante do Ypiranga/RS, no último jogo contra o Bahia, mesmo ainda podendo fazer a 5ª substituição, foi preterido por Enderson Moreira.

Agora, com a expectativa para a chegada do novo treinador, os atletas tricolores renovam as esperanças de dias melhores e mais chances para mostrar um bom futebol, que foi o que faltou à equipe nas últimas apresentações.

📸 Leonardo Moreira/FortalezaEC