Prática comum na Europa, em ligas como as da Inglaterra, Espanha, França e Itália, a CBF também resolveu adotar a padronização da fonte para números e nomes nas camisas dos clubes participantes da Série A do Campeonato Brasileiro.

Apesar de não ter havido divulgação por parte da entidade, o Ceará já adotou o padrão na partida contra o Grêmio e divulgou no último domingo nas redes sociais a nova regra estabelecida. De acordo com a postagem (em resposta a um torcedor), os clubes têm até a 4ª Rodada para se adaptarem e começar a usar as novas fontes.

O estilo da fonte segue a identidade visual do Campeonato determinada pelo departamento de marketing da CBF. O escudo do clube é colocado ao lado da logo do Brasileirão na parte inferior do número. Há ainda um QR Code. Se houver patrocinador, é aplicado na parte superior, na cor da sombra. No caso do Ceará, a Nutrata é parceira do clube alvinegro. Já as letras dos nomes, seguem o padrão dos números, sem a sombra no meio.

De acordo com a turma do Mantos do Futebol, o Atlético/GO também usou a nova padronização na partida em que venceu o Corinthians, por 1×0, no domingo passado, em São Paulo.

Abaixo, a padronização dos números e nomes na Premier League: