“Eu estou entregando o cargo. Eu me despedi do grupo. Eu acho que é hora de uma mudança, porque nós estávamos há 6 partidas sem perder, mas também estamos há 7 sem ganhar. Eu nunca passei por isso em toda a minha carreira. Conversei com nosso diretor de futebol, Artur Boim, com nosso presidente, eu acho que seria a hora de uma troca para esse grupo reagir. Talvez uma mudança de comando possa ser que o Ferroviário trilhe no caminho das vitórias e consiga a classificação”, a declaração de Francisco Diá, logo após, a derrota por 2×0 para o Volta Redonda, reflete o caráter de um dos ótimos treinadores que passaram pelo futebol cearense.

Não é qualquer um que tem coragem e honestidade para ir aos microfones e falar que não está mais conseguindo ajudar a equipe e que o melhor é a mudança de treinador. Ao longo da passagem pelo Ferroviário, Diá colecionou ótimos resultados, conquistou a Taça Fares Lopes, levou o clube para a 2ª Fase da Copa do Brasil (onde foi eliminado pela arbitragem e não pelo América/MG) e ainda chegou às semifinais do Estadual.

Na Série C do Brasileiro, liderou a competição por algumas rodadas, mas acabou não conseguindo tirar mais do elenco e caiu de produção junto com o time, que chegou a incríveis 6 empates consecutivos e saiu do G4.

As frases folclóricas nas excelentes entrevistas ao repórter Kilmer de Campos, da Rádio Assunção, mostravam o lado lúdico de um treinador, que claramente usava da experiência para conseguir espaço numa mídia voltada praticamente exclusivamente para Ceará e Fortaleza.

No entanto, Diá será marcado não só pelas frases de efeito (eu só posso ter pisado em rastro de corno, meu salário é igual menstruação só dura 5 dias, luz vermelha que conheço é a de um cabaré em Natal), mas também por essa sinceridade de reconhecer que seu time precisa de mudança no comando e principalmente pela enorme competência de fazer sucesso, conquistar títulos e vitórias importantes.

Agora, é seguir em frente, buscar novos desafios e brilhar assim como encantou aqui no Ferroviário.

📸 Lenilson Santos/FerroviárioAC

📸Reprodução/TV

📸 Pedro Chaves/FCF