A CBF divulgou na noite dessa terça-feira a tabela detalhada das últimas rodadas do Brasileirão. A entidade precisou explicar as alterações, já que haverá jogos por 10 dias consecutivos, com intervalo para cada time de 66 horas.

O Ceará, por exemplo, que enfrentaria o Flamengo, em 27 de novembro, dia da final da Libertadores, teve o jogo adiado para o dia 30 de novembro, terça-feira, às 20h, no Maracanã. O Fortaleza, que enfrentaria o Juventude, no mesmo final de semana, vai encarar os gaúchos somente na sexta-feira, 03/12, no Castelão, às 20h.

O Campeonato está previsto para terminar no dia 09 de dezembro, uma quinta-feira. Toda a 38ª Rodada está agendada para acontecer às 21h30.

Confira abaixo a tabela dos jogos dos times cearenses, em seguida a tabela completa e logo depois a nota da CBF:

35ª Rodada
25/11 (qui) – 19h – Santos x Fortaleza – Vila Belmiro
25/11 (qui) – 20h – Ceará x Corinthians – Castelão

36ª Rodada
30/11 (ter) – 20h – Flamengo x Ceará – Maracanã
03/12 (sex) – 19h – Fortaleza x Juventude – Castelão

37ª Rodada
05/12 (dom) – 19h – Ceará x América/MG – Castelão
06/12 (seg) – 22h – Cuiabá x Fortaleza – Arena Pantanal

38ª Rodada
09/12 (qui) – 21h30 – Palmeiras x Ceará – Allianz Parque
09/12 (qui) – 21h30 – Fortaleza x Bahia – Castelão

Para este desdobramento, a CBF obedeceu às seguintes premissas:

a) A garantia de que todas as equipes terão, nas suas últimas quatro partidas, o equilíbrio de mandos de campo (duas como mandante e duas como visitante);

b) A garantia de que todas as equipes terão, nas suas duas últimas partidas, o equilíbrio de mandos de campo (uma como mandante e uma como visitante);

c) A preservação do intervalo mínimo temporal regulamentar de 66h entre as partidas de cada clube.

Muito importante reiterar que a maior competição do país teve, além de todos os prejuízos causados pela pandemia da Covid-19, desafios extras nesta temporada, como o adiamento de vários jogos por conta de convocações da Seleção Brasileira, da realização da Copa América no país, das mudanças de datas de competições internacionais, da presença de quatro clubes brasileiros nas finais das Copas Libertadores e Sul-Americana, além da transferência de partidas para viabilizar a isonomia em relação ao retorno do público aos estádios.

Por fim, prezando pela transparência na divulgação dos dados, anexamos o histórico detalhado das partidas que foram ajustadas, com seus respectivos motivos e destinos das remarcações.

📸Kely Pereira/AGIF/CBF