Fechado desde o início da pandemia e depois de virar hospital de campanha para atender a população com Covid, o Estádio Presidente Vargas foi aberto nesta sexta-feira, 12, para receber os dirigentes dos clubes da Capital cearense.

O PV está em obras e a previsão de entrega é para março de 2022. Ou seja, ainda poderá pegar a fase semifinal e às finais do Campeonato Cearense, que irá acontecer de janeiro a abril.

No encontro desta sexta-feira para acompanhar o andamento das obras, estiveram presentes os presidentes do Atlético (Maria Vieira), do Ferroviário (Newton Filho), da FCF (Mauro Carmélio), além de representantes de Ceará (Renan Vieira), Floresta (Jurandi Júnior) e Fortaleza (Tahim Fontenele), bem como o supervisor do Estádio, Ciro Lima, e o direto da FCF, Josimar de Carvalho.

A reforma no Estádio Presidente Vargas prevê a instalação de 8.250 m² de grama bermuda celebration, a mesma usada na Arena Castelão, com qualidade superior à do antigo gramado do PV, que utilizava um mix de gramas, gerando desnível no campo. Além da revitalização de todo o campo, a obra prevê os serviços de drenagem e a instalação de sistema de irrigação automatizado. A obra terá um investimento total de quase R$ 2 milhões (R$ 1.946.899,79).

A última partida realizada no Estádio aconteceu em 15 de março, entre Pacajus e Ferroviário, pelo Campeonato Cearense, já sem público por causa da pandemia. Vitória do Ferrão por 1×0.

Três meses antes, em janeiro, o PV recebia grande público para o jogo entre as Seleções do Brasil e da Itália, que disputaram a Final da Copa do Mundo de 1994. A última grande festa do Estádio até aqui.

📸Ronaldo Oliveira/FlorestaEC