Após uma sequência de dois empate fora de casa contra Juventude e Bahia e a zona de rebaixamento se aproximar, a tabela do Ceará mostrava que o time teria pela frente 5 jogos, 4 deles no Castelão. Seria a oportunidade única e ideal para embalar no Campeonato. E foi o que aconteceu.

Os comandados de Tiago Nunes venceram o Fluminense por 1×0, com um jogador a menos durante mais de 60 minutos e viram das arquibancadas o apoio incondicional do torcedor, que abraçou o time pra valer. Depois, nova vitória, dessa vez, diante do Cuiabá, com mais de 20 mil alvinegros cantando no Castelão.

O time saiu de casa e perdeu para o Athletico, em Curitiba, mas no domingo passado, novamente com o apoio de mais de 20 mil torcedores, superou o Sport por 2×1 e emplacou a 3ª vitória consecutiva. Saiu da briga pela queda, para mirar em algo maior. em 10º lugar, o Ceará está a apenas 3 pontos do G8.

Se não bastasse, com os 3 triunfos consecutivos, o Vovô se tornou o 3º melhor mandante do Campeonato Brasileiro. Em 17 partidas, foram 9 vitórias, 6 empates e apenas 2 derrotas. Assim, os comandados de Tiago Nunes já começam a pensar alto.

Na próxima partida, nesta quarta-feira, às 20h, no Clássico-Rei diante do Fortaleza, o Ceará pode chegar à pontuação aguardada dos 45 e com isso mirar algo maior. Seja uma vaga na Copa Sul-Americana, seja até mesmo uma vaga na Pré-Libertadores.

Vale lembrar que o mando de campo do Clássico é do Fortaleza, porém, 30% da carga de ingressos é destinada aos alvinegros. Assim, é possível acreditar em apoio do torcedor e em um novo triunfo.

📸Daniel Galber