A saída inesperada de Éderson, 15 dias depois de renovar empréstimo, movimentou os bastidores na cúpula do Fortaleza. O clube vai precisar voltar ao mercado para repor o melhor volante do elenco e um dos destaques do time na temporada passada, além de seguir firme em busca de mais um meia.

Não estava no planejamento da diretoria leonina gastar grana com outra contratação para o elenco. O departamento de futebol tinha como meta trazer somente um meia e encerrar o ciclo de contratações neste primeiro momento.

O departamento de futebol e de análise de desempenho do Fortaleza têm vários nomes em seus registros, alguns inclusive que estavam livres, mas já foram contratados por outros clubes. Com a temporada iniciada no último final de semana, quem tem qualidade ficou ou está empregado e custa caro.

Para piorar, empresários e clubes já sabem da necessidade do Fortaleza e com isso a pedida deve crescer um pouco. Por outro lado, o fator Libertadores vai ser mais uma vez uma um dos motivos de convencimento do dirigentes tricolores: Moisés e Sílvio Romero (pra ficar apenas nos 2 últimos reforços) viram a competição continental como uma enorme vitrine.

Para a temporada 2022, que começa no próximo domingo, o técnico Juan Pablo Vojvoda conta com 30 atletas:

Goleiros: Fernando Miguel, Marcelo Boeck, Max Walef e Hugo.
Laterais: Tinga, Vitor Ricardo, Juninho Capixaba e Landazúri.
Zagueiros: Benevenuto, Titi, Brayan Ceballos, Habraão e Wagner Leonardo.
Volantes: Felipe, Jussa, Ronald e Hércules.
Meias: Lucas Crispim, Pikachu, Lucas Lima e Matheus Vargas.
Atacantes: Romero, Moisés, Robson, Edinho, Henríquez, Romarinho, Depietri, Igor Torres e Thiaguinho.

📸Leonardo Moreira e Karim Georges/FortalezaEC