“Vergonha, vergonha, vergonha, time sem vergonha”, os gritos dos torcedores do Ceará em protesto contra os jogadores na tarde desta segunda-feira, antes do embarque a delegação alvinegra, ecoaram pelo Aeroporto Internacional de Fortaleza.

A indignação dos torcedores foi direcionada a vários atletas: Cleber, Jacaré, Lucas Ribeiro, Marlon, Wescley, Messias, Gabriel Lacerda entre outros. Enquanto Luiz Otávio, João Ricardo foram exaltados.

Porém, a grande surpresa foi a calorosa recepção com aplausos e abraços ao técnico Tiago Nunes. O comandante alvinegro foi ovacionado pelos torcedores. O treinador ainda conversou com o presidente da Cearamor, Jey, por um bom tempo.

Vale destacar que com exceção de um torcedor, que empurrou Messias, mas a turma do deixa disso chegou logo e impediu uma confusão, maior, o protesto foi pacífico, recheado de muitas cobranças e gritos contra os jogadores.

A insatisfação dos fãs foi claramente perceptível para os atletas, um ou outro criticava a diretoria, mas no geral as críticas e protestos foram direcionados ao elenco, devido à derrota e eliminação para o Iguatu no Campeonato Cearense, no último sábado, quando perdeu por 1×0 no tempo normal e 4×3 nos pênaltis.

Agora, o elenco alvinegro terá de ter a cabeça no lugar e mostrar o que não apresentou no Estadual para ao menos empatar contra o São Raimundo/RR, nessa quarta-feira, às 19h, em Boa Vista, pela Copa do Brasil. O duelo único vale R$ 1,5 milhão que é a premiação para o Ceará avançar no torneio.

Tiago Nunes, que está com moral com a torcida, relacionou os seguintes jogadores:

Goleiros:
Richard e João Ricardo
Laterais:
Michel Macedo, Nino Paraíba, Victor Luís e Kelvyn
Zagueiros:
Luiz Otávio, Messias, Lacerda e Lucas Ribeiro
Volantes:
Marlon, Richardson e Geovane
Meias:
Vina, Léo Rafael, Lima e Wescley
Atacantes:
Mendoza, Zé Roberto, Cléber, Jacaré e Gabriel Santos