A tão famigerada logística de viagens destinada aos clubes do Nordeste começa a aparecer nesta temporada para castigar os times da Região. A delegação do Ceará embarcou no início da tarde desta quinta-feira, 07, e vai enfrentar o conhecido desgaste de quem reside fora do “eixo”.

Os alvinegros viajaram primeiramente a São Paulo, onde no próximo sábado, às 21h, no Allianz Parque estreiam no Brasileirão, diante do Palmeiras. Nesta ida a terras paulistas são pouco mais de 2,3 mil km de distância. Só que 3 dias depois, os jogadores do Ceará vão atuar pela Copa Sul-Americana.

Na competição internacional, o Vovô estreou com vitória na última terça-feira, no Castelão, ao bater o Independiente por 2×1. Para essa 2ª Rodada, o time alvinegro vai enfrentar o Deportivo La Guaira, da Venezuela. A partida está marcada para a terça-feira, às 19h15, em Caracas.

Dessa forma, para a viagem de São Paulo até a Capital venezuelana, marcada para a próxima segunda-feira, 11, com escala em Manaus, são mais 4,3 mil km de distância. Após o duelo e a busca para se manter na liderança do Grupo G da Sula, a delegação do Ceará retorna pra casa na quarta-feira, 12, ainda de madrugada. Com isso, são mais 3,5 mil km da Venezuela ao Aeroporto Internacional de Fortaleza.

No total, em 7 dias, a equipe cearense vai percorrer mais de 10mil km.

Ou seja, não bastasse a enorme dificuldade de enfrentar duas dificílimas competições, o Ceará ainda vai precisa lidar e bem com as desgastantes viagens, que de vez em quando são temas de respostas e argumentos de jogadores e comissão técnica.

📸Felipe Santos/CearáSC