Longe de casa, diante do atual bicampeão da Libertadores e favorito ao título do campeonato, o Ceará começa neste sábado, às 21h, no Brasileirão, em duelo contra o Palmeiras, no Allianz Parque, uma das mais importantes caminhadas do clube.

Nunca antes na história da era dos pontos corridos, um time do Nordeste conseguiu participar de 6 edições consecutivas da Série A do Campeonato Brasileiro. O Vozão, que iniciou essa jornada em 2018, chega a esta 5ª participação na elite nacional já igualando os feitos de Sport e Bahia, até então donos das maiores participações.

O rubro-negro pernambucano ficou de 2014 a 2018 no Brasileirão, mas foi rebaixado e precisou disputar a Série B em 2019. Enquanto o tricolor baiano, que estava na Série A desde 2017, teve a chance de quebrar o recorde ano passado, mas acabou fracassando ao cair na última rodada.

Por isso, o desafio Alvinegro é de enorme responsabilidade e ao mesmo tempo pode se transformar num feito inédito e histórico. Vale lembrar que nas últimas 2 edições em que participou do Brasileirão, o Ceará terminou na zona de classificação para a Copa Sul-Americana e praticamente não visitou o Z4.

Em meio a muitas turbulências causadas, desde o começo do ano, com eliminações precoces no Estadual e na Copa do Nordeste, troca de treinador, saída de atletas e protestos da torcida, o Ceará chega para o Brasileirão tentando se ajustar para atingir o que ninguém alcançou.

Apesar de dividir as atenções com a Copa do Brasil e a Sul-Americana, a diretoria, os jogadores, a comissão técnica e os torcedores sabem do peso que representa uma ótima campanha na Série A. Assim, cedo ou tarde, o clube deve priorizar o Brasileirão e seguir firme na busca para conquistar a hegemonia na Região.

📸Felipe Santos/CearáSC