Quem viu o 1º jogo da Final do Campeonato Cearense, na última sexta-feira, quando terminou 0x0, e depois acompanhou o 2º confronto neste domingo também na Arena Castelão deve ter percebido não apenas a mudança nos jogadores do Fortaleza, mas principalmente a atitude do time leonino.

Vojvoda escalou força máxima e com apenas 6min de bola rolando, o Fortaleza já havia criado 3 chances claras de abrir o placar. É óbvio que o Caucaia tem suas limitações, fragilidades e tinha consciência que era um franco-atirador, ainda mais que teve de colocar em campo os mesmos atletas com menos de 48h da partida de sexta.

Por isso, prevaleceu a realidade. Sem surpresas. O Fortaleza foi absoluto praticamente durante toda a partida. Somente no início da 2ª etapa, quando pareceu não ter voltado concentrado dos vestiários e o Caucaia foi para o tudo ou nada, que os tricolores baixaram a guarda, mas depois tudo voltou ao normal.

Vitória e goleada incontestável, produzida como os torcedores queriam e imaginava. Com intensidade, jogando bem, pra frente e principalmente mostrando garra e vontade fazer um gol atrás do outro. O título foi apenas consequência de um elenco bem treinado, com jogadores diferenciados e obviamente com o apoio de mais de 30 mil fãs.

Destaques para o jovem volante Hércules, que pra mim foi o melhor da partida, assim como Pikachu, que marcou 2 gols. O atacante Silvio Romero mostrou outra vez seu faro de artilheiro deixando sua marca e até mesmo os que entraram na segunda etapa, como Ronald (que fez 1 gol), Kayzer, Depietri, Jussa e Capixaba demonstraram o espírito vencedor de jogar pra frente, com garra e respeitando o adversário.

Assim, não há dúvidas de que o o 45º título estadual e esse tetracampeonato invicto estão entregues em boas mãos aos tricolores.

📸Sílvio Carvalho Marques/Arena Castelão