Contratado ano passado, depois de ser rebaixado para a Série B do Brasileiro com o Vasco, Yago Pikachu chegava ao Pici com aquele discurso tradicional: “quero ajudar o Fortaleza da melhor maneira possível, aceitei a proposta pelo projeto, posso jogar como lateral ou como meia-atacante, o que o professor preferir”.

Um ano depois, o camisa 22 tricolor é sem dúvida alguma, se não o maior, um dos maiores nomes do Fortaleza nesta incrível evolução do time, que começou com a chegada de Juan Pablo Vojvoda. Escalado como ala, Pikachu chegou a Seleção do Campeonato Brasileiro em 2021, na campanha arrebatadora do time em que terminou na 4º colocação. Terminou como vice-artilheiro do Leão com 9 gols, atrás apenas de Robson, que anotou 10. Ficou ainda em 2º nas assistências da equipe, com 5 passes, atrás apenas de Lucas Crispim, com 9.

Artilheiro do Fortaleza nesta temporada com 9 gols, o paraense de Belém foi o autor do gol do título da Copa do Nordeste (de forma invicta) deste ano e mais uma vez decisivo na final do Campeonato Cearense desse domingo ao marcar 2 gols e ajudar o Tricolor na conquista do tetra estadual.

Desde que chegou ao Leão já marcou 21 gols e fez 12 assistências, em 72 partidas disputadas. Se não bastasse, levou o Tricolor ao 3º lugar na Copa do Brasil e também ganhou o Estadual do ano passado.

Pikachu é o sinônimo de futebol moderno. Joga como ala (no esquema 3-5-2 de Vojvoda) chega à frente como atacante e volta para marcação igual a um lateral defensor. De vez em quando, ainda troca de posição com Lucas Lima e atua até como 2º volante.

Uma pena que o CEP para a grande mídia e principalmente para a Seleção Brasileira e clubes estrangeiros pesa na avaliação, mas atualmente vive o melhor momento na carreira.

Vale lembrar que no começo do ano Pikachu confessou que recebeu propostas (altas) para sair do Fortaleza (o Blog apurou que foram do Mundo Árabe), mas optou por permanecer em e no Fortaleza por acreditar que pode fazer mais história no clube leonino.

O Blog também apurou que além de excelente jogador dentro de campo é um dos que mais se cobra dentro do elenco tricolor, principalmente quando falha (como em cobranças de pênaltis e na marcação). É querido por todos, tem um ótimo poder de agregar o grupo e virou homem de confiança do técnico Juan Pablo Vojvoda.

Não foi à toa que a diretoria do Fortaleza renovou seu contrato até o final de 2023.

📸Davi Rocha/Arena Castelão
📸Fernando Carvalho/AGIF/CBF
📸Leonardo Moreira/Fortaleza