Foto: Xandy Rodrigues/XR9

A Conmebol divulgou as escalas de arbitragem para a última rodada da fase de grupos da Libertadores. Para o duelo, que vale a 2ª vaga do Grupo F às oitavas de final, entre Colo-Colo e Fortaleza, a entidade escolheu um trio uruguaio.

Esteban Ostojich será o árbitro. Ele será auxiliado por Carlos Barreiro e Pablo Llarena, enquanto Andrés Cunha será o reserva e completa o quarteto.

Esteban já comandou uma partida do Fortaleza nesta Libertadores. No empate por 1×1 contra o River Plate, no Castelão. Na ocasião ele expulsou o atacante Silvio Romero, do Tricolor, que já tinha saído de campo, por reclamação devido a um pênalti (na opinião dos leoninos) em Renato Kayzer. No lance, o juiz nem sequer marca falta.

Vale lembrar ainda que o árbitro uruguaio também comandou a final da Copa América de 2021 em que a Argentina venceu o Brasil por 1×0, mas que foi bastante criticada pelos brasileiros por ter deixado os hermanos baterem demais.

Estebam também é protagonista de outro episódio envolvendo o time nacional. No último Argentina 0x0 Brasil, pelas Eliminatórias, em novembro do ano passado, em San Juan, ele era o árbitro de vídeo e não viu a cotovelada criminosa de Otamendi em Raphinha. O erro foi tão grotesco que ele e o juiz do jogo (por coincidência o 4º árbitro do duelo em Santiago) Andres Cunha foram suspensos pela Conmebol por tempo indeterminado.

Que ambos possam dessa vez enxergar o jogo melhor, tenham aprendido a lição e não inventem de prejudicar nenhuma equipe. Uma arbitragem decente é o que o Fortaleza, Colo-Colo e o futebol desejam.