Foto: Pedro Chaves/FCF

Está marcado para o próximo dia 23, quinta-feira, um dia depois do 1º Clássico-Rei pelas Oitavas de Final da Copa do Brasil, o julgamento da 4ª Comissão Disciplinar do STJD em que o Ceará vai responder pelas infrações cometidas na partida contra o Flamengo, no último dia 14 de maio pelo Brasileirão.

O clube alvinegro, que empatou o jogo contra o Rubro-Negro carioca por 2×2 com mais de 52 mil pessoas na Arena Castelão, está incurso em 3 artigos do CBJD: 191 (parágrafos I e III), 211 e 213 (parágrafo III). Confira abaixo o que significa e as possíveis punições:

Art. 191. I — de obrigação legal; III — de regulamento, geral ou especial, de competição.
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a 100.000,00 (cem mil reais), com fixação de prazo para cumprimento da obrigação.
§ 1º É facultado ao órgão judicante substituir a pena de multa pela de advertência se a infração for de pequena gravidade. § 2º Se a infração for cometida por pessoa jurídica, além da pena a ser-lhe aplicada, as pessoas naturais responsáveis pela infração ficarão sujeitas a suspensão automática enquanto perdurar o descumprimento.

Art. 211. – Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização.
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e interdição do local, quando for o caso, até a satisfação das exigências que constem da decisão.

Art. 213. – Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir. III — lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo.
PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).
§ 2º Caso a desordem, invasão ou lançamento de objeto seja feito pela torcida da entidade adversária, tanto a entidade mandante como a entidade adversária serão puníveis, mas somente quando comprovado que também contribuíram para o fato.

Foto: Felipe Santos/Ceará SC

Vale lembrar que o Ceará vai a julgamento devido à denúncia feita pelo Flamengo, que entrou com uma notícia de infração contra o clube alvinegro por maus tratos à torcida rubro-negra. Além disso, o árbitro Luiz Flávio Oliveira também relatou na súmula o arremesso de um copo de descartável com liquido amarelo em sua direção.