Foto: Ascom/Fortaleza EC

Em entrevista coletiva, após a suada vitória sobre o América/MG, por 1×0, na noite desse domingo, na Arena Castelão, pela 13ª Rodada do Brasileirão, o treinador do Fortaleza, Juan Pablo Vojvoda, foi questionado sobre a situação do meia Lucas Crispim e do atacante Renato Kayzer.

“A diretoria tomou uma decisão, mas temos que escutar também a palavra dele (Lucas Crispim). Ainda não conversamos. Precisamos de todos. Temos um elenco curto, mas isso tem de resolver com calma, debatendo, pedindo desculpas muitas vezes. E tomar a melhor decisão. E a melhor decisão sempre é para o clube. Qual é a melhor decisão para o clube? Todos cometemos erros. Quem também comete erro tem de ter as consequências de suas ações. A diretoria tem de colocar o caso sobre a mesa, discutir e se tenho que dar minha opinião, eu vou dar para a diretoria. A respeito de Renato Kayzer, digo sempre a verdade. Sou um treinador muito sincero, seja com os jogadores ou com a diretoria. Aqui (no clube) está, quem quer estar. Com isso, deixo claro, quem está aqui, é porque quer estar”, explicou o comandante tricolor, que fez questão de exaltar o elenco.

“Eu quero parabenizar os nossos jogadores pelo esforço. Eles merecem isso e sofreram muito. Foram dias complicados, e eles tiveram personalidade para responder. Eu estou comprometido com eles. Tenho um grupo, um elenco de jogadores que confio a cada momento, até nos momentos ruins. E nesses momentos temos que estar muito juntos. Por isso, pedi apoio dos torcedores e os jogadores compreendem isso também. Tenho um elenco de homens, que estão lutando o dia a dia para que o Fortaleza suba na tabela. Esse é o nosso compromisso”, concluiu.

Confira abaixo a entrevista coletiva na íntegra de Juan Pablo Vojvoda: