Fotos: Lenilson Santos/Ferroviário AC

Depois da saída do técnico Sidney Moraes nesta segunda-feira, a diretoria do Ferroviário acertou a contratação do técnico Francisco Diá. O novo treinador do Peixe deve chegar nessa terça-feira, 05, para tentar colocar ordem na casa. O clube está atolado numa crise que há muito tempo não aparecia pelos rumos da Barra do Ceará.

A informação é do repórter Kilmer de Campos, da Rádio Assunção.

Na zona de rebaixamento da Série C do Brasileiro, em 17º lugar, o Ferroviário tem apenas 12 pontos, em 13 jogos e vem de 6 derrotas consecutivas na competição. A última vez em que o Peixe venceu foi contra o Botafogo/SP, por 1×0, em maio, na reabertura do Estádio Presidente Vargas.

A chegada de Francisco Diá serve para tentar amenizar a forte crise. Na semana passada, o Presidente do clube, Newton Filho, renunciou ao cargo e o diretor de Futebol/Investidor, Arthur Boin, pediu demissão. Pra completar, 3 patrocinadores deixaram o clube.

Faltando apenas 6 rodadas para o fim da Série C, o Ferroviário precisa voltar a vencer para tentar escapar do rebaixamento. A situação é preocupante pelos adversário que o time terá pela frente: Aparecidense, Campinense, Remo, Vitória, Volta Redonda e Ypiranga.

Diá, que neste ano havia sido sondado para retornar ao clube, teve seu nome vetado por uma ala do clube. Agora, com aval do novo corpo diretivo, o treinador coral terá a árdua missão de evitar a queda. Ele estava recentemente no Altos/PI, onde deixou o clube piauiense em maio.

Na última passagem pelo Peixe, em 2021, Diá comandou o time em 32 partidas, com 15 vitórias, 12 empates e apenas 5 derrotas. Conquistou o título da Taça Fares Lopes, chegou à semifinal do Campeonato Cearense, caiu para o Ceará, e foi até a 2ª fase da Copa do Brasil, mas acabou eliminado nos pênaltis para o América/MG.

Na Série C do ano passado, após ser derrotado para o Volta Redonda, foi demitido, deixando o clube em 6º lugar faltando 3 rodadas para o fim da competição.