Placar no Estádio Inaldão mostra o resultado do jogo. Foto: Miguel Cortez/Pacajus EC

O Guarani de Juazeiro protagonizou um verdadeiro vexame no futebol cearense na tarde desta quarta-feira, 26, pela última rodada da Taça Fares Lopes.

O Leão do Mercado não conseguiu reunir 11 jogadores, levou ao Estádio Inaldão, em Barbalha, apenas 9 atletas (1 goleiro e 8 na linha) e sofreu uma humilhante goleada por 12×0.

E só não foi mais, porque o árbitro finalizou a partida aos 37min do 2º tempo, devido 3 jogadores do time de Juazeiro terem saído machucados e não havia ninguém no banco de reservas para substituir. Como não é possível atuar com 6 atletas, o duelo foi encerrado.

Com o resultado, o Pacajus acabou se classificando às semifinais. O Cacique do Vale do Caju precisava vencer a partida por goleada e torcer para o Fortaleza perder para o Iguatu. O Tricolor acabou derrotado por 2×1, no Estádio Morenão, em Iguatu.

Vale ressaltar que o Guarani já havia sofrido outras 3 goleadas: 6×0 para o Iguatu e 4×0 para o Fortaleza. Inclusive, a derrota para o Iguatu está sob investigação, tanto que 2 atletas do time de Juazeiro, que atuaram nesse jogo, foram afastados pelo TJDF/CE, devido a um pedido do departamento jurídico da FCF, que recebeu um relatório em que havia um alto risco de manipulação nesse confronto.

A Taça Fares Lopes dá ao Campeão uma vaga para disputar a Copa do Brasil de 2024. 9 clubes foram inscritos, mas o Guarany de Sobral acabou desistindo.

Do Grupo A, Iguatu e Pacajus estão classificados para as semifinais. No B, Caucaia, Ferroviário, Icasa e Atlético disputam as outras 2 vagas.

Agora, é aguardar para saber o que poderá acontecer dentro e fora das quatro linhas.