Em entrevista ao canal TNT Sports, o goleiro do Fortaleza, Felipe Alves, fez uma série de declarações que deveriam trazer uma enorme reflexão a todos aqueles que vivem no Futebol, no jornalismo e nas redes sociais.

A entrevista foi concedida à repórter Aline Nastari, que fez uma matéria para o site da TNT Sports.

Abaixo, as declarações do camisa 12 tricolor.

“Hoje em dia qualquer canal no YouTube tem a força de dizer o que está certo ou errado no nosso dia a dia, e são pessoas que nunca estiveram aqui e nunca jogaram futebol. Eles não podem ter interferência tão grande no futebol. Em quem joga, em quem não joga. O futebol é muito maior do que isso e está se perdendo cada vez mais nisso de dar explicação para quem não faz parte do sistema”.

“Hoje os treinadores no Brasil não têm tempo de trabalho. Se eles chegam e conquistam três vitórias seguidas, são os melhores. Aí se depois perde três jogos, são os piores, não servem mais. A gente ficou refém disso. O comando do futebol hoje em dia é extra futebol. Tem muita gente que nunca vivenciou o futebol dando pitaco. A rede social é uma arma e armadilha muito grande, e isso é complicado, pois reflete diretamente no nosso trabalho”

“O Fernando Diniz é a referência mais atual que temos. No começo todos questionavam ele pela forma de jogo, pela maneira como ele lida com as pessoas e jogadores. Quem trabalhou com ele sabe o grande ser humano e profissional que é. Enquanto ele era líder do campeonato, as mesmas pessoas que criticam ele hoje, elogiavam e falavam do ‘dinizismo’. Isso só serviu enquanto o São Paulo era líder”.

“Tem muita coisa que mais contamina do que ajuda no meio do futebol em relação às redes sociais. Não acho certo e não acho justo. Ele liderou o campeonato todo, nas últimas rodadas não pode ser taxado e rotulado como estão fazendo. Usamos o São Paulo de exemplo por conta da demissão desses dias. Mas isso se encaixa para todas as equipes. Rogério Ceni conseguiu fazer o trabalho que fez aqui devido ao tempo de casa, comando e estabilidade“.

📸 Reprodução/TV