Treinos, regimes de concentração, viagens e jogos aliados a raros e curtos intervalos para descanso. Essa foi uma rotina intensa e muito desgastante que os elencos de Ceará e de Fortaleza cumpriram na temporada 2020.

Além do objetivo alcançando de permanecer na Série A e de se garantir na Copa Sul-Americana, ontem, com o fim da última rodada do Campeonato Brasileiro, outro meta foi conquistada pelo departamento médico do Ceará: nenhum jogador terminou a temporada 2020 machucado. Nem por lesão, nem por contusão.

 “Foi uma temporada desafiadora em que o intervalo entre os jogos foi bem menor em relação a outros anos. Graças ao trabalho multidisciplinar e com uma integração entre os departamentos conseguimos executar um protocolo preventivo de sucesso. E o reflexo disso é terminarmos a temporada sem jogadores machucados”, declarou o médico do Ceará, Joaquim Garcia Filho.

No Fortaleza, o feito também é celebrado. Ontem, o departamento médico do clube no Pici estava zerado. O elenco chegou à noite passada ao Maracanã para enfrentar o Fluminense sem nenhum jogador machucado ou lesionado.

“Foi tudo muito intenso, com muitos jogos e muito trabalho. Acho que o investimento que o clube fez no nosso setor, esse ano, foi o grande diferencial. Evoluímos muito. Sempre tentando cada vez mais trabalhar de forma preventiva e não só “curativa”. Todos no clube estão de parabéns”, falou o fisioterapeuta do Fortaleza, Albino Luciano.

Porém, o atacante tricolor Osvaldo sofreu uma entorse durante a partida contra o Flu e deve ser reavaliado pelos médicos para saber se vai precisar de tratamento ou apenas um bom descanso pela intensa temporada.

Apesar de a temporada 2020 ter terminado nesta quinta-feira, alvinegros e tricolores vão seguir a rotina de treinos, jogos, viagens e concentração e de não ter muito tempo para descansar. Na próxima segunda-feira, o Ceará já estreia na Copa do Nordeste em jogo contra o ABC, às 21h30, em Natal, no Estádio Frasqueirão. Enquanto o Fortaleza joga dois dias depois, na quarta-feira, contra o CRB, às 19h30, no Castelão, também pelo Nordestão.

📸¹ Vina e Tinga – Felipe Soares/CearaSC e Bruno Oliveira/FortalezaEC

📸² Médico Joaquim Garcia Filho – Arquivo Pessoal

📸³ Fisioterapeuta Albino Luciano – Arquivo Pessoal