O futebol padece sem público nos estádios desde março do ano passado. A CBF já avisou que só deve permitir a presença da torcida, quando a maior parte da população estiver vacinada. Hoje, pouco mais de 2% da população brasileira recebeu a 2ª dose.

Por outro lado, uma alternativa surgiu nas redes sociais para ajudar não só a alavancar a campanha de vacinação como também levar o torcedor de volta aos estádios, pelo menos aqui no futebol cearense.

O plano é para o Clássico-Rei, que ainda não tem data e vai acontecer pela 2ª Fase do Campeonato Cearense. A idéia seria permitir somente a presença de idosos já vacinados e cada um seria acompanhado por um profissional da saúde também vacinado.

O movimento surgiu a partir de um tuíte do gerente administrativo do Fortaleza, Carlos Bomfim. O pedido foi feito ao Governador Camilo Santana, via rede social.

Vale lembrar que nos Estados Unidos, no maior evento esportivo de lá, houve algo parecido. O Super Bowl LV, realizado em 7 de fevereiro, na cidade de Tampa, na Flórida, recebeu um público de 25 mil pessoas, destes, 7.500 eram profissionais da saúde vacinados.

É bom ressaltar também que neste momento, o Campeonato Cearense está suspenso por causa do Decreto de Lockdown determinado pelo próprio Governador Camilo Santana, desde o último dia 13 de março. O futebol está liberado apenas para jogos da Copa do Nordeste e Copa do Brasil.

Porém, neste 02 de abril, até agora, mais de 220 mil pessoas receberam a segunda dose da vacina contra Covid no Ceará. Ou seja, seria possível a presença de 5 mil torcedores vacinados na Arena Castelão para acompanhar o Clássico-Rei.

Talvez, se Ceará, Fortaleza e Federação se reunissem com o Governo do Estado e debatessem sobre o assunto. Mostrando os procedimentos necessários, com planejamento e esclarecendo que é possível, desde que seguindo todas as medidas de segurança e todos os protocolos sanitários, creio que seria um dos mais lindos gols da história do futebol e da saúde cearense.

📸Assessoria de Comunicação do Governador