A eleição para presidente da Federação Cearense de Futebol foi suspensa por determinação do Juiz Daniel Carvalho Carneiro, da 10ª Vara Cível de Fortaleza. No despacho feito na noite dessa segunda-feira, 19, o magistrado aceita o pedido do Fortaleza de Tutela Cautelar Antecedente.

Na última sexta-feira, o Fortaleza havia protocolado um ofício requerendo que a eleição, marcada para esta terça-feira, 20, fosse cancelada, por não haver uma comissão eleitoral independente, como prevê a Lei Pelé. No entanto, nesta segunda-feira, a FCF ignorou a solicitação do clube tricolor e informou que a assembleia dos clubes é quem iria decidir se teria ou não o pleito.

Com a decisão da Justiça, a FCF é obrigada a suspender a eleição ou vai recorrer a outra instância. O pleito, que está marcado para as 10h desta terça-feira, na sede da entidade, seria para eleger Presidente, Vice-Presidente, Conselho Fiscal e Suplentes para o próximo quadriênio.

O mandato do atual presidente Mauro Carmélio, que está à frente da entidade desde 2009 e já foi eleito outras 3 vezes (2009, 2013 e 2017) vai até 15 de dezembro deste ano. A partir do dia seguinte, 16 de dezembro, um novo ciclo começa e vai até 2025.

📸 Pedro Chaves/FCF