Em entrevista coletiva, após o empate por 1×1 contra o Flamengo, neste domingo, na Arena Castelão, pela 17ª Rodada da Série A do Brasileiro, o técnico Guto Ferreira fez uma avaliação da partida. O treinador do Ceará gostou do desempenho da equipe e ressaltou que por pouco não conquistou o resultado positivo.

“Nós fizemos um grande primeiro tempo. Fizemos o gol e era normal que o Flamengo saísse muito mais e conseguisse nos pressionar. Mas nós suportamos bem e ainda tivemos oportunidades nos contra-ataques. No segundo tempo, entramos para tentar matar o jogo de cara e antes do gol do Flamengo nós tivemos oportunidades, mas infelizmente não fizemos e acabamos tomando o gol numa transição. Eles foram felizes em um chute de fora e acabaram empatando o jogo”, analisou, Guto que completou.

“Nossa equipe foi para cima, marcou, jogou e competiu muito. Acho que fizemos um grande jogo e estivemos muito próximos da vitória. Somamos um ponto importante e a dois jogos de fechar o turno já repetimos a pontuação do ano passado, quando fechamos com 24 pontos. Agora é tentar somar pontos nesses próximos jogos para terminar o primeiro turno melhor que no ano passado”, concluiu.

O comandante alvinegro também foi questionado sobre a saída do meia Vina, autor do gol do Vovô e que até a substituição estava muito bem em campo.

“Nas últimas partidas que ele esteve apto, ele começou todas as partidas. Ele foi muito bem e só tirei ele porque ele chegou no intervalo com uma pancada na panturrilha, reclamando muito e é uma região chata, que temos que ter cuidado. No momento em que eu tirei, ele estava jogando com a bola nos pés, mas não estava 100% acompanhando no fator defesa. Tomamos a decisão certa e ele saiu no momento da partida em que colocamos outro jogador que conseguiu acrescentar e ajudar até o fim“, respondeu Guto que também fez questão de exaltar outro atleta.

O Sobral fez uma partida estupenda. Sobral, pra mim, foi o melhor homem em campo. Um jogador que marcou e jogou. A gente fez com que o Diego não jogasse com tanta liberdade. Se a gente deixasse o Diego jogar com liberdade, aí a gente, neste momento, estaria aqui lamentando”, finalizou.

O Ceará agora volta a campo no próximo domingo, 29, diante do América/MG, às 11h, em Belo Horizonte (com transmissão do Premiere). O elenco alvinegro se reapresenta na terça-feira, 24, às 15h30, no Estádio Carlos de Alencar Pinto.