Era para ser um reencontro movido por paixão e muita saudade. Mas no final, os sentimentos foram outros: frustração e decepção. Nem o mais pessimista torcedor do Fortaleza poderia imaginar uma partida tão ruim e ainda viu o time perder por 3×0 para o Atlético/GO, neste sábado, no Castelão.

O tão sonhado apoio do torcedor até aconteceu e durou mais de 90 minutos, só que depois do 3º gol, nos acréscimos, foi demais para os 2.785 tricolores, que acompanharam a partida de pertinho no Estádio.

Faltou muita coisa para o Fortaleza. Nem de longe, nem de longe mesmo lembrou aquela time encantador do 1º turno. Os comandados de Juan Pablo Vojvoda abusaram do chuveirinho na área, não conseguiram fazer a transição com velocidade, não souberam romper a ótima defesa dos goianos e ainda viu as principais estrelas como Tinga, Benevenuto, Felipe, Pikachu, David em uma atuação muito abaixo.

O gol contra do volante Felipe, pareceu até um gol de racha, pelo tamanho da vacilada, logo aos 16 minutos de partida. O 2º gol, aos 30 minutos da etapa complementar, numa falha incrível de Matheus Vargas criaram um clima tenso no ar e de muita preocupação e de que havia algo muito errado com o time.

Faltou muita coisa. Vojvoda até tentou fazer mudanças, foram 5, inclusive num ato de desespero tirou o zagueiro Titi pra colocar o atacante Robson, mas nem isso fez o Fortaleza mostrar qualidade, pelo contrário, acabou levando o 3º.

Pra completar, a arbitragem foi muito fraca e não conteve o cai cai e a cêra impressionantes dos jogadores do Atlético/GO, que pareceram que queriam apenas um empate, mas saíram de campo com um resultado arrasador.

É sem dúvida uma derrota muito forte para todo o grupo e comissão técnica do Fortaleza. Nem os reveses para o Ceará (3×1) Bahia (4×2) e Internacional (1×0) em que o treinador leonino reconheceu que foram doloridas, chegaram perto do golpe sofrido neste sábado para o Dragão.

Aliás, foi a maior derrota desde que Vojvoda chegou ao Fortaleza. Na temporada 2021, o Leão não havia perdido por 3 gols de diferença. Momento é para uma enorme reflexão e principalmente cobrança. Nos últimos 15 pontos disputados, apenas 3 conquistados. Nos últimos 8 jogos, apenas 1 vitória.

📸Bruno Oliveira/FortalezaEC