O Fortaleza tem mais uma oportunidade de assumir a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. A equipe do técnico Juan Pablo Vojvoda vai enfrentar um concorrente direto na luta pela tão sonhada vaga na fase de grupos da Libertadores e depois terá de secar o outro rival.

Com 39 pontos, o Leão é o 4º colocado, mas tem a mesma pontuação do Flamengo (2º) e Palmeiras (3º) perde no critério de vitória). Por isso, neste sábado, às 19h, no Castelão, contra o Rubro-Negro, o time leonino pode ultrapassar a equipe carioca. Aí, depois às 21h, é dar aquela secada par o Verdão não vencer o Red Bull, no Allianz.

Novamente com o apoio do torcedor, 6.200 lugares foram liberados para receber os tricolores. Dessa vez, a ideia é não irritar o público, já que no reencontro com os fãs, no sábado passado, diante do Atlético/GO, a derrota por 3×0, provocou vaias dos quase 3 mil torcedores.

Por outro lado, a ótima vitória em cima do Fluminense, por 2×0, no Maracanã, na quarta-feira, trouxe mais esperança para os tricolores. Além disso, assumir a vice-liderança é algo que traz bastante euforia ao torcedor e a todos no clube. Por isso, o foco no Flamengo é forte e a concentração será máxima.

Para esse duelo, Vojvoda não poderá contar com o zagueiro Marcelo Benevenuto. A solução deve ser a mesma da partida contra o São Paulo, pela Copa do Brasil, com Matheus Jussa deslocado para o setor. Com isso, o meio deve ser formado por Ronald, Felipe e Éderson, 3 volantes, como foi no triunfo ante o Flu.

No 1º turno, Fortaleza e Flamengo se enfrentaram no Maracanã. O time carioca a época era treinado por Rogério Ceni e venceu por 2×1, mas a equipe cearense desperdiçou várias chances no segundo tempo, que poderiam ter dado a igualdade no marcador.

O duelo deste sábado será marcado também pela expectativa de um jogo bem franco, com as duas equipes buscando o gol e jogando pra frente. Se não bastasse, o Flamengo vem de empate contra o Red Bull e quer vencer para não se distanciar do líder Atlético/MG. Uma derrota para o Fortaleza pode decretar o sonho do Tri rubro-negro.

📸Leonardo Moreira/FortalezaEC