No programa ESPN FC, da ESPN Brasil, nessa segunda-feira, 08, o comentarista Mauro Naves fez um comentário pra lá de infeliz, elitista e bastante preconceituoso. Ao se referir sobre a vaga à Copa Libertadores para clubes brasileiros, Naves disse o seguinte:

“Não é o caso do São Paulo, em nono, se ele entrar, exatamente por toda tradição e história. Mas a gente corre o risco, entre aspas, de um time menor, ali, pegar essa vaga e não ter estrutura, não ter força, não ter elenco para estar numa Libertadores. Ou seja, a Libertadores veio até esse time”, comentou o jornalista. Veja no vídeo abaixo.

A fala do jornalista e ratificada pelo apresentador João Guilherme e pelo ex-jogador Diego Lugano mostra a visão elitista e preconceituosa de uma parcela da população, que insiste em menosprezar/discriminar clubes fora do eixo Sul-Sudeste.

Não bastasse o preconceito, os jornalistas, pelo jeito, também desconhecem a história recente da competição e da participação de Corinthians, Grêmio e São Paulo, clubes com estrutura, tamanho, elenco e poder financeiro acima do padrão.

Em 2019, o “soberano” São Paulo foi eliminado pelo bravo Talleres, da Argentina, ainda na Pré-Libertadores. Assim como o “Todo Poderoso” Corinthians, em 2020, nem chegou à fase de grupos, ao ser eliminado para o modesto Guarani, do Paraguai. E nesta temporada, o “Imortal” Grêmio também deu adeus à competição ainda na fase Pré-Libertadores para o Independente Del Valle, do Equador.

O comentário preconceituoso prova ainda que os jornalistas vivem numa bolha e não devem entender muito de futebol. Afinal, Cruzeiro, Vasco e Botafogo disputam a Série B do Brasileiro. E apesar da tradição, da estrutura e dos elencos, nem sequer disputaram a elite do futebol nacional. Aliás, elite, que pelo jeito é algo que os comentaristas deviam conhecer.

Com o Fortaleza no G5 e muito perto de uma vaga na fase de grupos do torneio mais importante do continente e o Ceará à frente do São Paulo e mais próximo de disputar uma Pré-Libertadores do que o clube do Morumbi, Mauro Naves e os colegas de ESPN Brasil vão precisar morder as costas ou seguir destilando preconceito para quem sabe diminuírem os méritos de quem consegue no campo, o que muitos passaram a vida conquistando com a fama.

🎥ESPN Brasil