Em julgamento realizado nesta segunda-feira, que durou mais de 5 horas, o pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Ceará (TJDF/CE) decidiu por unanimidade excluir o Crato Esporte Clube do Campeonato Cearense de 2022.

Além disso, a corte judicante determinou que 4 partidas envolvidas nas supostas manipulações de resultados sejam anuladas: Crato 0x2 Atlético (6ª Rodada 24/01) – Ferroviário 4×0 Crato (7ª Rodada 27/01) – Pacajus 5×0 Crato (10ª Rodada 05/02) e Iguatu 7×0 Crato (12ª Rodada 12/02). O curioso é que são jogos em que o Crato perdeu, ou seja não vão alterar a classificação do Campeonato.

O TJDF determinou ainda que a Federação Cearense de Futebol não homologue o Certame Estadual até que todos os processos relacionados à agremiação Crato Esporte Clube sejam concluídos.

O Campeonato Cearense foi encerrado nesse domingo com o Fortaleza se tornando campeão (tetracampeão) invicto ao vencer o Caucaia na decisão por 4×0, na Arena Castelão. Vale lembrar ainda que Crato e Atlético foram rebaixados para a 2ª Divisão.

O Julgamento desta segunda-feira teve vários episódios inusitados, com discussões ríspidas, desconhecimento da Lei, mudança da votação entre outros momentos que provocaram uma longa sessão e que foi interrompida diversas vezes.

O Blog apurou que a Federação respeita a decisão do Tribunal e vai esperar o acórdão para se pronunciar. A entidade ainda não sabe se vai recorrer ao STJD e qual decisão vai tomar sobre as 4 partidas anuladas do Crato.

Entenda o Caso

Antes da última rodada da 1ª Fase do Campeonato Cearense, o TJDF atendeu a um pedido da FCF e suspendeu o Crato de todas as competições organizadas pela Federação. A entidade apresentou relatórios da empresa Sportradar.

“Tais relatórios ensejam gravíssima constatação de manipulação de resultado, envolvendo a agremiação do Crato Esporte Clube, possivelmente por seus dirigentes e atletas e, que, na data de hoje, 16/02/2022, ocorrera uma partida envolvendo tal agremiação contra a agremiação Atlético Cearense onde salienta-se que a equipe do Crato Esporte Clube fora derrotada pelo elástico e inacreditável placar de 9×2, o que, por si só demonstra flagrante indício de manipulação de resultados”, declarou o presidente do Tribunal, Frederico Bandeira à época. Com isso, a partida diante do Ferroviário, pela última rodada não aconteceu e o Peixe ganhou o jogo por W.O.

Com isso, Icasa e Maracanã entraram com pedido no TJDF para que o Crato fosse excluído do Campeonato Cearense e assim pudessem se beneficiar com a saída do Azulão da Pricesa.

Mais informações em instantes