Mesmo com 11 desfalques, o Ceará não deu chance para o azar ou para o imponderável, mostrou superioridade em vários momentos e bateu o General Caballero, por 2×0, no Estádio Manuel Ferreira, em Assunção, no Paraguai, pela 3ª Rodada do Grupo G da Copa Sul-Americana.

A partida foi bastante especial para dois atletas alvinegros: Erick e Messias. O atacante marcou o 1º gol com a Camisa do Vozão, após 31 jogos e muitas chances desperdiçadas, que já estavam estigmatizando sua passagem por Porangabuçu. Enquanto o zagueiro balançou as redes de cabeça e se redimiu dos últimos duelos, quando falhou na derrota para o Botafogo e foi expulso contra o Tombense.

A vitória, a boa apresentação e principalmente os gols devem ajudar aos dois jogadores. Erick havia comentando que precisava balançar as redes até para conquistar a confiança da torcida e dele mesmo. Já Messias havia sido bastante vaiado pelos torcedores no Castelão, durante o último jogo do Brasileirão, deve voltar a ter o carinho e o respeito dos alvinegros.

O Ceará foi bem superior ao Caballero na 1ª etapa. Foram várias chances criadas e desperdiçadas. Com 20 minutos de bola rolando já havia produzido 5 oportunidades claras de abrir o placar. Os paraguaios assustavam de forma esporádica muito mais nos chutes de fora da área do que em jogadas trabalhadas.

No 2º tempo, não demorou nem 5min, e o volante Geovane sofreu falta dentro da área. Erick mostrou personalidade, bateu o pênalti e converteu. O jogo, assim, ficou bastante aberto, com o Caballero indo pra cima, mas sem a qualidade técnica necessária. Com 24min, Messias de cabeça fez 2×0 e bateu continência pra torcida alvinegra presente. Aliás, a sensação era de que havia mais torcedores cearenses que paraguaios no Estádio.

Com 2×0, o Vovô recuou, chamou o adversário e apostou nos contra-ataques, quase levou um gol, mas também teve chances de fazer o 3º. Ainda levou um susto com a imprudência de Lucas Ribeiro que entrou, mas em menos de 10min levou 2 amarelos e foi expulso (merecidamente).

Aí, foi se segurar e esperar o árbitro apitar o final da partida para garantir a 3ª vitória consecutiva (2ª fora de casa), manter a invencibilidade, os 100% de aproveitamento e a liderança isolada do grupo com 9 pontos, em 3 jogos.

Agora é virar a chave e pensar no Brasileirão. Sábado, às 16h30, no Castelão, o Ceará recebe o Red Bull Bragantino.

📸Fausto Filho/CearáSC