Foto: Felipe Santos/Ceará SC

No jogo contra o Athletico, nesse sábado, em que perdeu por 1×0, na Arena da Baixada, pela 5ª rodada do Brasileirão, o volante Richard Coelho deixou o campo ainda aos 39min do 1º tempo. O camisa 25 do Ceará sentiu um desconforto e foi substituído pelo atacante Erick.

A saída de Richard mostra o quanto o técnico Dorival Júnior vem sofrendo com mudanças na equipe. Ele só conseguiu repetir a escalação uma única vez (do duelo contra o Independiente para o Palmeiras) e se não bastasse em 7 partidas teve pelo menos 1 atleta saindo do gramado sem a sua anuência.

Aliás, em 9 partidas sob o seu comando, o treinador alvinegro só não foi vítima dessa atribulação nas partidas diante do Deportivo La Guaira, na Venezuela, quando o Ceará ganhou por 2×0, pela 2ª Rodada da Copa Sul-Americana, e contra o Red Bull, quando perdeu por 1×0, domingo passado.

Ou seja, em 7 confrontos, desde a primeira vez em que comandou o Vovô, no jogo contra o Independiente, em 5 de abril, Dorival teve 1 jogador expulso ou que saiu de campo machucado. Confira o histórico abaixo:

Ceará 2×1 Independiente – Nino Paraíba (expulso)
Palmeiras 2×3 Ceará – Vina (expulso)
La Guaira 0x2 Ceará – nenhum
Ceará 1×3 Botafogo – Lima (expulso), Richardson (machucado)
Tombense 0x2 Ceará – Messias (expulso)
Caballero 0x2 Ceará – Lucas Ribeiro (expulso)
Ceará 0x1 Red Bull – nenhum
Ceará 3×0 La Guaira – Messias (machucado)
Athletico 1×0 Ceará – Richard Coelho (machucado)

Reprodução Vozão TV

Sobre repetir a escalação, Dorival Júnior já confessou que com jogos a cada 3 dias e longas viagens não será possível isso acontecer e a cada partida haverá uma nova formação em campo. Além disso, o treinador relatou que com o calendário assim é quase impossível o elenco escapar de lesões, devido ao enorme desgaste e ao pouco tempo de recuperação dos atletas.

O Ceará volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h, na Arena Castelão, contra o Tombense, no jogo de volta da 3ª Fase da Copa do Brasil. Na ida, o Vovô ganhou por 2×0 e por isso pode perder por até 1 gol de diferença para avançar às oitavas de final.

Vale lembra que há 7 jogadores do elenco alvinegro fora de combate: os zagueiros Messias e Luiz Otávio, os volantes Fernando Sobral e Richardson, e os atacantes Matheus Peixoto e Jael, além do lateral Buiú. E vai precisar esperar o resultado do exame do também volante Richard Coelho para saber se irá atuar diante do Tombense.