Foto: Mateus Lotif/FortalezaEC

Quase 40 dias depois, enfim, o STJD resolveu julgar os incidentes, que aconteceram no 2º jogo da Final da Copa do Nordeste realizado no último dia 3 de abril, na Arena Castelão, em que o Fortaleza ganhou do Sport por 1×0 e conquistou o título de forma invicta.

No julgamento realizado nesta quinta-feira, pela 4ª Comissão Disciplinar do STJD, o Fortaleza estava incurso em 4 artigo e corria o risco de pegar multa severa e até perder mando de campo, mas não aconteceu nada. Bem representado pelo advogado Osvaldo Sestário, o clube tricolor foi absolvido em tudo.

Já o atacante Robson, que corria o risco de pegar até 12 jogos de suspensão, levou apenas 1 gancho de suspensão, como é obrigatório cumprir uma partida automática pelo vermelho na competição seguinte, o camisa 7 do Fortaleza não sofreu nada demais.

O elenco do Fortaleza está na Bahia, onde nessa quinta-feira, enfrenta o Vitória, no jogo de volta da Copa do Brasil. Na ida, o time tricolor venceu por 3×0. Se avançar às oitavas de final, o clube leonino receberá R$ 3 milhões.