Que a Copa do Nordeste é um sucesso, isso ninguém duvida. Independentemente da emissora detentora dos direitos de transmissão, a Lampions League consegue mostrar a força de uma grande competição em um região desprestigiada pela grande mídia.

A Globo, de acordo com o Gabriel Vaquer, do Notícias da TV, quer voltar a transmitir a Copa do Nordeste em 2023. Vale lembrar que o contrato da Liga do Nordeste com a CBF acabou nesta temporada, por isso, é preciso o aval da entidade nacional para que a competição seja confirmada e esteja no calendário do próximo ano.

É bom ressaltar também que a Globo desistiu da competição em 2018, depois de picuinhas com o Esporte Interativo. Aliás, boa parte do sucesso da Copa do Nordeste se deve muito mais ao fato do trabalho e esforço abissal do ex-canal da Turner, do que da própria emissora carioca.

O SBT, então, ficou com os direitos de transmissão na TV aberta e tem conquistado goleadas e mais goleadas na audiência do Ibope, principalmente na exibição de jogos nas tardes de sábado. Não precisa nem citar as finais do Torneio, que rendem números absolutos para as afiliadas de Sílvio Santos.

O bom disso tudo é também saber da valorização da Lampions League. Mesmo com a Globo praticamente não dando uma ampla cobertura como faz, por exemplo com a Libertadores (que em 2023 sairá do SBT e voltará pra ela) e apesar do esforço enorme de uma elite para acabar os estaduais, com o objetivo de melhorar o calendário (como se o problema do futebol brasileiro fosse os estaduais), a Copa do Nordeste mostra uma força ímpar. E olhe que nesta temporada, Vitória e Santa Cruz nem participaram, enquanto Ceará e Bahia não foram nem às semifinais.

Ou seja, a competição já tem vida e sucesso próprios. Claro que o peso da Globo é muito importante, principalmente agora que tem exclusividade (novamente) na TV aberta da Libertadores e do Brasileirão, mas é preciso ressaltar que: mesmo sem o apoio da maior emissora da continente, a Copa do Nordeste seguiu firme e encantando a todos, imagine com a volta dos globais?

Quem ganha somos todos nós que apreciamos e aplaudimos a maior e melhor competição regional do planeta.

Coluna Blog Vê TV, Ouve Rádio e Lê Jornal Nº 11