A torcida do Fortaleza voltou a protestar contra a atual situação da equipe, que é a última colocada no Campeonato Brasileiro. Mas dessa vez, as reinvindicações foram no Centro de Excelência Alcides Santos.

Os tricolores chamaram o time de sem vergonha, xingaram o meia Lucas Crispim (que foi afastado pela diretoria) e se reuniram com o capitão Tinga, o técnico Juan Pablo Vojvoda e o Presidente Marcelo Paz. O encontro aconteceu com os torcedores em frente à arquibancada, separados pelo alambrado, com o elenco no gramado.

Diferentemente do que aconteceu nessa sexta-feira, quando chegaram a agredir com um capacete o atacante Robson, os protestos desse sábado foram sem violência, de forma ordeira e pacífica.

Confira abaixo as imagens: