Foto: Alexandre Vidal/CRF

Em meio a indefinição colocada pela CBF de (ainda) não ter decidido onde irá acontecer o duelo de ida entre Fortaleza x Fluminense, quinta-feira que vem, 28, pelas quartas de final da Copa do Brasil, o clube tricolor recebeu uma oferta peculiar.

Uma cota de R$ 800 mil livre de despesas para levar a partida para o Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A praça esportiva tem apreço por partidas envolvendo times do Rio de Janeiro, nesta temporada, os 4 grandes clubes cariocas levaram jogos para lá: Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo.

A diretoria do Fortaleza recusou a oferta. Ao Jornal O Povo, o presidente do clube, Marcelo Paz, foi incisivo sobre a proposta.

“Não tem a menor chance de aceitarmos isso. O Fortaleza é da sua torcida, nosso jogo tem que ser aqui. Por dinheiro nenhum tenho intenção de mudar nosso mando de campo”, declarou.

A CBF divulgou a tabela detalhada das quartas de final da Copa do Brasil, na última quarta-feira, 20, com este jogo entre os tricolores cearense e carioca sem o local da partida. No ofício, a entidade informa que aguarda o laudo do sistema de iluminação da Arena Castelão.

Foto: Renato Manso/Futebolês

O Estádio cearense passou por dois jogos com problemas na energia dos refletores, que apagaram e causaram prejuízos aos clubes. No dia 10, Fortaleza 0x0 Palmeiras foi encerrado sem os acréscimos do 2º tempo. Enquanto Ceará 1×0 Avaí, na terça-feira passada, começou com 47 minutos de atrasado.

Lembrando que as duas partidas envolvendo os dois Tricolores serão transmitidos pela plataforma de streaming Amazon Prime, como aconteceu nos jogos entre Fortaleza e Ceará, pelas oitavas de final.

Quem se classificar de Fortaleza e Fluminense vai enfrentar na próxima fase o vencedor do embate entre Atlético/GO e Corinthians. O time paulista decide o jogo de volta em casa, na Neo Química Arena.

Vale destacar que quem avançar para as semifinais vai receber uma cota de premiação no valor de R$ 8 milhões.