Foto: Felipe Santos/Ceará SC

O Ceará poderia ter quebrado a sequência de 3 derrotas seguidas e sair do Estádio Nilton Santos com o resultado positivo, neste sábado, pela 21ª Rodada do Brasileirão. O Vovô, contudo, ficou no empate por 1×1 contra o Botafogo, apesar de ter jogado muito bem, principalmente no 2º Tempo.

As oportunidades claras perdidas com Mendoza, Lima, Fernando Sobral e Guilherme Castilho poderia ter feito o Vovô subir na tabela de classificação. Só que o empate deixou o time com 25 pontos em 14º, mas pode perder 1 posição, caso o Coritiba (com 23) ganhe do Santos, no Couto Pereira.

O gol sofrido logo no início da partida desestabilizou o Ceará. Se não bastasse, Vina jogando mais adiantado para que Lima ficasse mais no meio acabou não ajudando e os alvinegros foram pouco eficientes na etapa inicial. A chance mais clara foi com Castilho, após bola desviada, tocou pra fora. Mas no finalzinho, Vásquez se machucou.

Cléber acabou entrando no 2º tempo, mas em 3min de bola rolando, também se lesionou e deu a vaga para Zé Roberto. O Ceará empatou logo em seguida, após cobrança de escanteio de Vina, que desviou na zaga e Mendoza só escorou de cabeça: 1×1.

O Vovô, então, cresceu no jogo e apareceram outras 3 oportunidades claras para virar o placar. No entanto, faltou capricho ou competência e o resultado de 1×1 pode ter sido até bom, por ser fora de casa e contra um concorrente direto (Botafogo tem a mesma pontuação), mas pelas chances criadas e pela boa apresentação, o Ceará merecia resultado melhor.

Agora, é descansar e se preparar para o duelo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, contra o São Paulo, quarta-feira que vem, na Arena Castelão. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso é justamente o Clássico-Rei diante do Fortaleza, domingo, 16h, no Castelão.