O técnico Guto Ferreira vai escalar um time praticamente todo reserva na partida contra o Bolívar, nesta quarta-feira, 19h15, em La Paz, pela 3ª Rodada da Copa Sul-Americana. 9 jogadores, desses, 7 titulares já retornaram para Fortaleza.

Richard, Luiz Otavio, Messias, Vina, Lima, Mendoza, Vizeu, Pedro Naressi e Saulo Mineiro já estão fora da partida. Os outros titulares: Bruno Pacheco e Oliveira viajaram para La Paz, mas é possível que não joguem os 90 minutos. Vale lembrar que o lateral Gabriel Dias não viajou com a delegação e permaneceu em Fortaleza desde a semana passada.

Com uma equipe recheada de reservas, Guto já deu o recado. A prioridade é o título de Tricampeão da Copa do Nordeste. O 1×0 em cima do Bahia dá uma grande vantagem de o Ceará poder jogar pelo empate, mas como o próprio treinador alvinegro falou: “o jogo foi decidido em um pequeno detalhe”.

E assim como aconteceu em Pituaçu, pode acontecer no Castelão. Por isso, não adianta arriscar um desgaste fora da realidade, já que em La Paz a altitude é de 3.640 metros, para chegar no sábado e não render o necessário para conquistar o título invicto da Lampions.

O recado da comissão técnica ainda tem ramificação. Basta lembrar que depois do jogo na Bolivia, o Ceará ainda terá mais 3 partidas para conseguir recuperar de um tropeço na quarta-feira. O Vovô jogará duas partidas seguidas em casa, contra Arsenal e o próprio Bolívar, e encerra a última rodada em Cochabamba ante ao Jorge Wilstermann.

Ou seja, não precisa correr risco agora se depois pode ir ao limite ou até superá-lo para sair vitorioso nos 3 confrontos, inclusive na altitude de Cochabamba.

Na entrevista coletiva pós-jogo contra o Arsenal em Buenos Aires, Guto falou que empatando fora de casa e ganhando em casa hás possibilidades de classificação são enormes. Com isso, se for possível uma igualdade em La Paz, tudo fica ótimo, mas se perder, pode recuperar na última rodada.

Os riscos são grandes? Claro! Mas com um inédito tricampeonato invicto batendo à porta, não vale a pena inventar muito. É fazer o básico, dar descanso a quem precisa e acreditar na turma que estará em campo na quarta-feira.

João Ricardo, Buiú, Jordan, Klauss e Kelvyn (Pacheco); Charles, Sobral (Oliveira), Marlon e Jorginho;  Yony e Jael.

📸 Divulgação/Copa do Nordeste