Em dezembro de 2018, o Fortaleza lançou um projeto ousado e que mudaria para sempre sua sede. O Estádio Alcides Santos se tornaria um Centro de Excelência com o que há de mais moderno para campo, academia, hotel, refeitório, sala de imprensa, área de recuperação, departamento de análise de desempenho, entre muitas outras novidades.

As obras foram iniciadas em 2019, sob a batuta do até então treinador Rogério Ceni, que chegou a doar R$ 100 mil. A diretoria tricolor sofreu com as fortes chuvas nos últimos anos e principalmente com a pandemia em 2020, que interromperam as obras. O clube, contudo, fez um enorme esforço, principalmente financeiro, para que elenco e comissão técnica já pudessem ter condições de trabalhar e usufruir das melhores instalações ainda na temporada passada.

Neste ano, mais precisamente nesta terça-feira, o clube inaugurou um espaço reservado para a recuperação dos atletas. Algo que pode parecer um pequeno avanço, mas que na verdade é um salto de qualidade indispensável para o elenco.

“Estamos fazendo com muito zelo, com muita qualidade, padrão de nível A. Isso ajuda a bola entrar, ajuda também a trazer e manter talentos, jogadores, profissionais, que trabalham no futebol, gostam de trabalhar em espaço que tenha qualidade e recurso, e é isso que temos buscado fazer no clube”, declarou o presidente Marcelo Paz.

O setor orçado em cerca de R$ 600 mil possui uma piscina aquecida para trabalhos de recuperação, fisioterapia, quatro tanques de crioterapia, duas banheiras de hidromassagem. Além de uma área de 300 m² que vai se unir a fisioterapia e à academia do clube, para trazer a integração médica, da fisioterapia e da musculação.

Até Rogério Ceni fez questão de parabenizar o clube. Em conversa por telefone, via whatsapp, com o arquiteto da obra, Darcy de Paula Pessoa (irmão do ex-diretor de futebol Daniel de Paula), o ex-treinador do Fortaleza enviou um áudio e elogiou o trabalho realizado.

“Parabéns, Darcy. Muito legal. Eu fico muito feliz! Ficou muito bonito, ein!? Eu tenho orgulho de ver toda essa obra pronta, que os jogadores vão usufruir. Muito legal. Tenho certeza de que é algo que vocês terão orgulho para sempre. Um abração e fiquem com Deus, parabéns”, falou o atual treinador do Flamengo.

Há pouco mais de 10 anos, quem visitava o Estádio Alcides Santos e via jogadores em tonéis de gelo, não poderia imaginar que a sede do clube se transformaria no que é e no que ainda vai ser num futuro próximo.

📸 Karim Georges/FortalezaEC