Antes de a bola rolar, o técnico Guto Ferreira fez questão de sair da área técnica e ir até a do Bahia para falar e cumprimentar o treinador Dado Cavalcanti. Aliás, Guto é muito querido pelos jogadores do Tricolor da Boa Terra. Gilberto, Douglas e Rossi deram um abraço forte no treinador do Ceará.

Com apenas dois minutos de jogo, o lateral Gabriel Dias reclamou com Fernando Sobral sobre o posicionamento no setor direito. Guto viu a conversa e chamou o auxiliar Alexandre Faganello para conversar.

A cada escanteio ou falta em que a bola seria alçada na área do Bahia, o técnico Dado Cavalcanti gritava: “Concentra! Concentra!”.

Na celebração do gol do atacante Saulo, que fazia aniversário, todos os jogadores do banco correram para cantar parabéns para o camisa 73. Enquanto isso, Gabriel Dias correu para a área técnica para conversar com o técnico Guto Ferreira e com o auxiliar Faganello.

Durante a parada técnica para hidratação, o atacante Saulo foi o único que trocou as chuteiras. Aliás, deu pra perceber vários jogadores escorregando durante a partida. Lembrando que o gramado sempre é molhado antes do início do jogo.

Momentos antes de o árbitro receber a comunicação de que Gabriel Dias havia cometido pênalti, o Bahia iria bater um lateral, o técnico Dado Cavalcanti parecia já ter certeza da marcação e pediu para Matheus Bahia segurar um pouco, porque o árbitro iria checar o VAR (ele apontou o dedo para o ouvido).

E enquanto o árbitro Marcelo de Lima Henrique olhava no monitor, o estafe do Bahia no Setor Premium, já gritava dizendo que havia sido pênalti (alguns deviam estar olhando pelo celular as imagens da transmissão do Premiere) e que o juiz iria marcar.

Em um lance próximo à lateral, Gabriel Dias fez a proteção e deixou a bola sair. O problema é que quem tocou por último foi o zagueiro Messias e a cobrança acabou ficando para o Bahia. Messias gritou algo para Gabriel. Enquanto Klauss apontou o dedo pra cabeça e gritou em direção ao lateral alvinegro: “presta atenção, pô”.

No intervalo, todos os jogadores reservas do Ceará ficaram no gramado brincando de roda de bobo. Menos o meia Vina, que foi para os vestiários, mas uns 5 minutos depois voltou e foi ficar com os companheiros no campo.

Antes de o árbitro iniciar a etapa complementar e enquanto o time do Bahia não voltava, o lateral Gabriel Dias foi conversar com o juiz Marcelo de Lima Henrique. Gabriel não aceitava a marcação do pênalti.

No primeiro escanteio do 2º tempo, Guto gritou para o atacante Mendoza, que se dirigia para dentro da grande área: “Fica Mendoza, fica”. O colombiano não entendeu, e o treinador gritou novamente: “Fica no rebote. No rebote”.

Antes de o meia Vina entrar em campo no lugar de Jorginho, Guto Ferreira chamou o camisa 29 para passar instruções. Ao terminar, o treinador do Ceará abraçou Vina, segurou na cabeça dele, ficou olhando frente à frente e deu outro abraço. Em seguida, Guto também deu um abraço em Marlon, que também iria entrar em campo, e ainda fez questão de cumprimentar os jogadores que saíram: Oliveira e Jorginho.

O técnico Dado Cavalcanti percebeu que o time já estava completamente esgotado e gritou para um de seus atletas no campo: “Rossi, Rossi, ainda dá?”. O atacante fez um gesto com a mão dizendo pra aguardar, mas perguntou qual era o tempo. Em seguida, disse que iria sair.

Praticamente no último lance da partida, um escanteio a favor do Ceará, o zagueiro Messias correu pra área, levantou as mãos e a cabeça para o céu como se tivesse pedindo ajuda. Marlon passou por ele, o cumprimentou e foi ficar no setor defensivo.

O técnico Guto Ferreira reclamou demais da arbitragem durante a partida. Tanto que levou um cartão amarelo. Nos lances em que o árbitro foi ao monitor do VAR, Guto abria os braços e lamentava a postura da arbitragem.

Ao final da partida, Vina e Gilberto conversaram por um bom tempo e depois deram um longo abraço. Oliveira e Luiz Otávio também conversaram bastante. Em seguida foram para os vestiários.

O Ceará teve um prejuízo financeiro de R$ 50.833,45 de acordo com o borderô da partida.

📸 João Moura/Arena Castelão News

📸 Blog do Kempes